Manifestações religiosas processionais. Passado e presente na tradição brigantina

  • Marilia Castro IPB
Palabras clave: Devoção; demonstração pública; solenidade processional; iconografía; imaginária religiosa.

Resumen

De centúrias passadas remontam algumas demonstrações religiosas dos fiéis católicos. As tradições processionais brigantinas apresentam-se como manifestações públicas, numa junção e mescla de simbologias num mesmo cerimonial, acompanhado por entidades laicas e religiosas, que assumem nesta participação um elo integrador e respeitador desses valores e dessas crenças, assumindo-se a procissão, também, como congregador social. As iconografias representativas destas devoções populares, em que a linguagem simbólica adotada espelha esse respeito e uma solenidade inquestionável, refletem simultaneamente diversas (re)interpretações estéticas e artísticas. Identificando-se diferentes olhares que perscrutam todos esses símbolos representativos integrados em leituras e apreensões subjetivas numa expressão de sentimentos devocionais.

 

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Afonso, B. 2000. “Bragança-Miranda, Diocese de”. En Azevedo, C. (dir.). Dicionário de História Religiosa de Portugal. Vol. A-C. Lisboa: Círculo de Leitores/CEHR da UCP.

Alves, F. 2000. Memórias Arqueológico-Históricas do Distrito de Bragança. Tomo II. Bragança: CMB/IPM.

Azevedo, C. (dir.). 2000-2002. História Religiosa de Portugal. Vol. 2 – Humanismos e Reformas e vol. 3 – Religião e Secularização. Lisboa: Círculo de Leitores.

Castro, M. 2019. “Mais solenidades e festividades…”. En A Santa e Real Casa da Misericórdia de Bragança. Percursos e olhares. Bragança: IPB/SCMBGC. (no prelo)

Gouveia, A. 2000. “Espaço sagrado”. En Azevedo, C. (dir.). Dicionário de História Religiosa de Portugal. Vol. C-I. Lisboa: Círculo de Leitores/CEHR da UCP.

Gouveia, A. 2001. “Procissões”. En Azevedo, C. (dir.). Dicionário de História Religiosa de Portugal. Vol. P-V. Lisboa: Círculo de Leitores/CEHR da UCP.

Lima, J. 2000. “Festas”. En Azevedo, C. (dir.). Dicionário de História Religiosa de Portugal. Vol. C-I. Lisboa: Círculo de Leitores/CEHR da UCP.

Livros de atas da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Bragança. 1832-2008 (20 vols.). Bragança: SCMBGC.

Monteiro, J. 2019. “Viver, celebrar, morrer…”. En A Santa e Real Casa da Misericórdia de Bragança. Percursos e olhares. Bragança: IPB/SCMBGC. (no prelo)

Novo Compromisso da Santa Casa da Misericórdia de Bragança (1878). Porto: Tipografia de Manuel José Pereira.

O Sacrosanto, e Ecumenico Concilio de Trento. 1781. Tomo I. Lisboa: Impresor Francisco Luiz Ameno.

Paiva, J. 2006. Portugaliae Monumenta Misericordiarum. Vol. 5. Lisboa: União das Misericórdias Portuguesas.

Rodrigues, L. 2011. “Bragança na Época Moderna. Militares e Eclesiásticos. A rua, a praça, a casa”, pp. 70-96. En Actas do Seminário Centros Históricos: Passado e Presente, pp. 70 a 96. Porto: UP/FL/DCTP.

Sousa, F. (coord.). 2013. Bragança na Época Contemporânea (1820-2012). Vol. 1. Bragança: Câmara Municipal de Bragança/CEPESE.

Sousa, T. 2000. “Instrumentos musicais”. En Azevedo, C. (dir.). Dicionário de História Religiosa de Portugal. Vol. C-I. Lisboa: Círculo de Leitores/CEHR da UCP.
Publicado
24/02/2019