Nobres, agentes periféricos da coroa e homens dos concelhos: desarmonias discursivas e articulações factuais (Portugal, finais do século XIV)

Resumen

En este trabajo se examinan cinco capítulos de la nobleza, del total de treinta y cinco presentados en las Cortes de Coímbra de 1398, que tratan exclusivamente sobre las quejas de los hidalgos sobre los ataques contra el disfrute de sus derechos como señores jurisdiccionales, en el terreno del ejercicio de la justicia, así como a su participación en los órganos concejiles. Se comparan las normas promulgadas hasta el momento (Regimentos dos Corregedores de 1332, 1338 e 1340, Ordenação dos Pelouros e Ordenação sobre juízes d´El Rei), con los episodios mencionados en estos capítulos. Se presentan hipótesis sobre la relación temporal y causal entre todos estos documentos, y la consiguiente reconstrucción de los hechos referidos en los mismos.

Descargas

Estadística de descargas no disponible.

Citas

FONTES

ANTT, Feitos da Coroa, Núcleo Antigo 458,

FONTES PUBLICADAS

Chancelarias Portuguesas: D. João I, vol. III, tomo 1, 1385-1410, Dias, João José Alves (org), Lisboa, Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 2006.

Chancelarias Portuguesas: D. João I, vol. II, tomo 2, 1387-1402, Dias, João José Alves (org), Lisboa, Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 2005.

Cortes Portuguesas, Reinado de D. Afonso IV (1325-57), Marques, A. H. de Oliveira (ed.), Lisboa, INIC/Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 1982.

Cortes Portuguesas, Reinado de D. Pedro I (1357-1367). Marques, A. H. de Oliveira (ed.), Lisboa, INIC/Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 1986.

Cortes Portuguesas: Reinado de D. Fernando I (1367-1383), vol. I, 1367-1380, Marques, A. H. de Oliveira; Dias, Nuno José Pizarro Pinto (ed.), Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica / Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 1990.

Cortes Portuguesas, Reinado de D. Fernando I (1367-1383), vol. II, 1383 / Marques, A. H. de Oliveira; Salvado, João Paulo (eds.), Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica/Centro de Estudos Históricos da Universidade Nova de Lisboa, 1993.

Livro dos Pregos. Estudo introdutório, transcrição paleográfica, sumários e índices, col. Documentos do Arquivo Municipal de Lisboa, 2, Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa, 2016

Ordenações Afonsinas, Costa, Mário Júlio de Almeida (nota de apresentação); Nunes, Eduardo Borges (nota textológica), Lisboa Fundação Calouste Gulbenkian, 1984. 5 vols.

Ordenações del-rei D. Duarte, Albuquerque, Martim de; Nunes, Eduardo Borges (edição), Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1988.

Tombo da Comarca da Beira (1395), sep. Archivo Historico Portuguez, vol.X, Lisboa, 1916


BIBLIOGRAFIA

Caetano, Marcello, A administração municipal de Lisboa durante a 1ª dinastia (1179-1383), Lisboa, Livros Horizonte, 1990.

Caetano, Marcello, A crise nacional de 1385. Subsídios para o seu estudo, Lisboa, Verbo, 1985.

Caetano, Marcello, «A antiga organização dos mesteres da cidade de Lisboa», en Langhans, F.-P. A., As Corporações dos Ofícios Mecânicos. Subsídios para a sua História, Lisboa, Impr. Nacional, 1943, vol. 1, pp. LIX-LXIX.

Coelho, Maria Helena da Cruz, «Justiça e juízes de foro. Justiça e juízes de fora», e-SLegal History Review, 2016, vol. 22 [Em linha, consultado 13/05/2017].

Coelho, Maria Helena da Cruz, D. João I. O que re-colheu Boa Memória, Rio de Mouro, Temas e Debates, 2008.

Coelho, Maria Helena da Cruz, «Bispos e reis: oposições em torno de bens e jurisdições temporais», Lusitania Sacra, 2003, 2ª série, vol. 15, pp. 279-287.

Coelho, Maria Helena da Cruz, «Ricabôa em Cortes (Séc. XV)», en Actas do Congresso Histórico Luso-espanhol de 12-17 de Setembro de 1997 ‘O Tratado de Alcanices e a importância Histórica das terras de Riba Côa’, Lisboa, Universidade Católica Editora, 1998, pp. 233-246.

Coelho, Maria Helena da Cruz, «O conjugar da inovação e da tradição: no concelho de S. Martinho de Mouros», Revista de História, 1992, vol. 10, pp. 17-25 (disponível em http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/6421.pdf).

Coelho, Maria Helena da Cruz, «O Arcebispo D. Gonçalo Pereira: um querer, um agir», en Actas do Congresso Internacional ‘IX Centenário da Dedicação da Sé de Braga’, Braga, Universidade Católica Portuguesa/Faculdade de Teologia/ Cabido Metropolitano e Primacial de Braga, 1990, vol. II/1, pp. 397-402.

Coelho, Maria Helena da Cruz, «O poder e a sociedade ao tempo de D. Afonso IV», Revista de História, 1989, vol. 8, pp. 35-51 (disponível em http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/6442.pdf).

Coelho, Maria Helena da Cruz; Magalhães, Joaquim Romero, O Poder Concelhios das Origens às Cortes Constituintes. Notas da História Social, Coimbra, Centro de Estudos de Formação Autárquica, 1986.

Costa, Bruno Marconi da, «Os mesteirais e o concelho de Lisboa durante o século XIV: um esboço de síntese (1300-1383)», Medievalista, 2017, vol. 21 (Janeiro-Junho) [Em linha] Disponível em http://www2.fcsh.unl.pt/ iem/medievalista/MEDIEVALISTA21/costa2105.html. [Consultado 13/ 05/2017].

Dias, Diogo José Teixeira, As Cortes de Coimbra e Évora de 1472-73. Subsídios para o estudo da política parlamentar portuguesa, Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade de Coimbra, 2014. (Disponível em https:// estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/10316/27434/1/As%20Cortes%20de%20Coimbra%20e%20%C3%89vora%20de%201472-73.pdf).

Domingues, José, As Ordenações Afonsinas. Três Séculos de Direito Medieval (1211-1512), Sintra, Zéfora Editora, 2008.

Domingues, José; Pinto, Pedro, «Os foros extensos na Idade Média em Portugal», Revista de Estudos Jurídicos, 2015, vol. 37, (Disponível em http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0716-54552015000100006#footnote-18691-34).

Domingues, José; Pinto, Pedro, «Nos primórdios da administração pública portuguesa: as origens dos vereadores municipais», Revista General de Derecho Administrativo, 2016, vol. 41, [Em linha, consultado 13/ 05/2017].

Duarte, Luís Miguel, «O juiz de fora: um instrumento da centralizaçâo real?», e-SLegal History Review, 2016, vol. 22 [Em linha, consultado 13/05/2017].

Duarte, Luís Miguel, Justiça e criminalidade no Portugal Medievo (1459-1481), Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1999.

Duarte, Luís Miguel, «Eleições municipais no Algarve no início do século XV», en Marques, A. H. de Oliveira; Moreno, Humberto Baquero (org), en Actas das I Jornadas de História Medieval do Algarve e Andaluzia, Loulé, Câmara Municipal de Loulé, 1987, pp. 297-304.

Farelo, Mário Sérgio da Silva, A oligarquia camarária de Lisboa (1325-1433), Tese de doutoramento, Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2008.

Faria, Diogo, «Juízes indesejados? A contestação aos juízes de fora no Portugal medieval (1352-1521)», Cadernos do Arquivo Municipal, 2014, 2ª série vol. 2 (julho - dezembro), pp. 19 - 37 (disponível em http://arquivomunicipal.cm-lisboa.pt/fotos/editor2/Cadernos/2serie/2/dfaria.pdf).

Ferro, Maria José Pimenta, «A Revolta dos Mesteirais de 1383», en Actas das III Jornadas Arqueológicas, Lisboa, Associação dos Arqueólogos Portugueses, 1978, pp. 359-363.

Gomes, Rita Costa, A Guarda Medieval (1200-1500), Lisboa, Sá da Costa, 1987.

Gomes, Rita Costa, A corte dos reis de Portugal no final da Idade Média, Lisboa, Difel, 1995.

Homem, Armando Luís de Carvalho, «Dionisius et Alfonsus, Dei gratia reges et communis utilitatis gratia legiferi», Revista da Faculdade de Letras. História, 1994, 2ª série, vol 11, Porto, pp. 11-110 (Disponível em http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/2119.pdf).

Homem, Armando Luís de Carvalho, «Conselho Real ou Conselheiros do Rei. A propósito dos privados de D. João I», Revista da Faculdade de Letras, 1987, 2ª série, vol. 4, Porto, pp. 9-68.

Marques, A. H. de Oliveira, Portugal na Crise dos Séculos XIV e XV. Nova História de Portugal, vol. 4, Lisboa, Editorial Presença, 1989.

Marques, José, «Os municípios dionisinos nos finais do século XIII», en Actas do Congresso Histórico Luso-espanhol de 12-17 de Setembro de 1997 ‘O Tratado de Alcanices e a importância Histórica das terras de Riba Côa’, Lisboa, Universidade Católica Editora, 1998, pp. 211-231.

Marques, José, «D. Afonso IV e as jurisdições senhoriais», en Actas das IIªs Jornadas Luso-Espanholas de História Medieval, Porto, 1990, vol. 4, pp. 1527-1566.

Martins, Miguel Gomes, A alcaidaria e os alcaides de Lisboa durante a Idade Média (1147-1433), Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa, 2006.

Monteiro, Helena, A estrada da Beira: reconstituição de um traçado medieval, tese de mestrado, Lisboa, UNL, 2005.

Moreno, Humberto Baquero, «As oligarquias urbanas e as primeiras burguesias em Portugal», Revista da Faculdade de Letras. Historia, 1994, vol. 11, pp. 111-136 (disponível em https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo= 2337994).

Moreno, Humberto Baquero, Os Itinerários de El-Rei Dom João I (1384-1433), Lisboa, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, 1988, pp. 40-49 (disponível em https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/56376 ).

Moreno, Humberto Baquero, «Contestação e oposição da nobreza portuguesa ao poder político nos finais da Idade Média», Revista da Faculdade de Letras. História, 1987, vol. 4, pp. 103-118 (disponível em https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/8450/2/2068.pdf)

Moreno, Humberto Baquero, «A irmandade de Ribacoa dos fins do século XIII», en Os municípios portugueses nos séculos XII a XVI. Estudos de História, Lisboa, 1986, pp. 21-32.

Moreno, Humberto Baquero, «A evolução do município em Portugal nos séculos XIV e XV», en Os municípios portugueses nos séculos XIII a XVI. Estudos de História, Lisboa, Editorial Presença, 1986, pp. 33-75.

Moreno, Humberto Baquero, «Abusos e violências na região da Beira interior durante o reinado de D. Afonso V», Revista de História das Ideias, 1984, vol. 5, pp. 175-192 (disponível em: http://www.uc.pt/fluc/ihti/rhi/vol6/pdfs/ 04_hmoreno.pdf).

Moreno, Humberto Baquero, «A presença dos corregedores nos municípios e os conflitos de competências (1332-1459)», Revista de História, 1989, vol. 9, pp. 77-88

Picoito, Pedro Miguel Cordeiro da Costa, «Centro e Periferia: a percepção das regiões no Estado medieval portugês (1245-1416)», Revista Penelope, 2002, vol. 26, pp. 7-29.

Pizarro, José Augusto Sotto Mayor, «De e para Portugal. A circulação de nobres na Hispânia medieval (séculos XII a XV», Anuario de Estudios Medievales, 2010, vol. 40/2 (julio-diciembre), pp. 889-924 (disponível em file:///C:/Users/Adelaide/Downloads/327-329-1-PB.pdf).

Prata, Jorge Manuel de Matos Pina Martins, «A jurisdicionalização do poder: D. Afonso IV e o chamamento geral», Revista de História da Sociedade e da Cultura, 2013, vol. 13 (disponível em https://estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/ 10316/36703/1/A%20jurisdicionalizacao%20do%20poder.pdf).

Santos, Maria Alice Pereira, A sociologia da representação político-diplomática no Portugal de D. João I, Tese de doutoramento, Lisboa, Universidade Aberta, 2015.

Serra, Joaquim António Felisberto Bastos, Governar a cidade e servir o rei. A oligarquia concelhia de Évora em tempos medievais (1367-1433), Tese de Doutoramento, Universidade de Évora, 2014.

Sousa, Armindo de, «Tempos medievais», en Ramos de Luís A. Oliveira (dir.), História do Porto, Porto, Porto Editora, 1994.

Sousa, Armindo, «1325-1480» en Mattoso, José (coord), A Monarquia Feudal (1096-1480), vol II História de Portugal, Mattoso, José (dir), Lisboa, Círculo de Leitores, 1993, pp. 455-458.

Sousa, Armindo, As Cortes Medievais Portuguesas (1385-1490), Porto, INIC/CHUP, 1990, 2 vols.

Sousa, Bernardo de Vasconcelos e, D. Afonso IV (1291-1357), Lisboa, Mem Martins – Circulo de Leitores, 2005.

Vasconcelos, António Maria Falcão Pestana, Nobreza e Ordens Militares. Relações Sociais e de Poder (Séculos XIV a XVI). Tese de doutoramento, Porto, 2008 (Disponível em https://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/9376).
Publicado
10/05/2018
Cómo citar
MILLÁN DA COSTA, Adelaide. Nobres, agentes periféricos da coroa e homens dos concelhos: desarmonias discursivas e articulações factuais (Portugal, finais do século XIV). Edad Media. Revista de Historia, [S.l.], n. 19, p. 47-73, may 2018. ISSN 2530-6448. Disponible en: <https://revistas.uva.es/index.php/edadmedia/article/view/1997>. Fecha de acceso: 22 may 2018 doi: https://doi.org/10.24197/em.19.2018.47-73.